Devocional – Oração 3/28

“Ele [o Pai] corta todos os ramos que em mim não dão fruto, e limpa os que dão fruto, para que dêem ainda mais.”

João 15:2

É curioso que o facto de dar fruto para Deus implica que Ele precisa de podar-nos, para que possamos dar ainda mais fruto. É como se o excesso do “eu” limitasse a quantidade e qualidade do fruto que podemos/devemos dar. Assim, a vara (eu), precisa constantemente de ser podada, para que a videira consiga transmitir a vida necessária inerente à produção do fruto. É um processo contínuo, difícil e doloroso, mas indispensável para que o meu “eu” não consuma o alimento destinado ao fruto.
Podemos definir “fruto” como sendo a reprodução do caráter divino, partilhado com o outro através da minha vida, isto é, o facto de eu ter intimidade com Deus faz com que a minha relação com o outro lhe “empreste” a possibilidade de conhecer este Deus amoroso, compassivo, cheio de graça e bondade.
Mais à frente, no versículo 5, Jesus afirma que, “sem Ele, nada podemos fazer”, isto é, sem Ele, não damos fruto! Podemos trabalhar para Ele, fazer coisas por Ele e em nome Dele, etc. mas, dar fruto, limita-se à condição de estar intimamente ligado a Ele!
O que podemos fazer, então, para estar intimamente ligados a Ele? Existem vários caminhos: a oração, a meditação, o louvor e a leitura da Sua palavra são apenas alguns exemplos. Creio, no entanto, que o segredo não reside no fazer, mas sim no estar e no ser, que logo se desenvolve em ação. Ou seja, não faço para ser; faço porque estou e sou intimamente ligado a Ele. Assim, a ação é uma consequência de quem sou e da posição que tenho em Cristo e não vice-versa.

Paulo Nunes

acasadacDevocional – Oração 3/28

Devocional – Oração 2/28

“Onde poderia eu ir, para escapar a ti? Para onde poderia eu fugir da tua presença? Se subisse ao céu, lá estarias; se descesse ao mundo dos mortos, lá estarias também. Se eu voasse para além do oriente ou fosse habitar nos lugares mais distantes do ocidente, também lá a tua mão desceria sobre mim, lá estarias para me segurar! Se eu pedisse à escuridão para me esconder ou à luz para se transformar em noite à minha volta, a escuridão não me ocultaria de ti e a noite seria para ti tão brilhante como o dia.”

Salmo 139:7-12

Às vezes, ouvimos os mais velhos dizer às crianças que Deus está no céu, o que nos dá a impressão de que Ele está muito longe. Ao mesmo tempo, Ele está presente em todo o universo, não há lugar que lhe passe despercebido. Quando nos afastamos d’Ele, sentimos um vácuo, um incómodo e uma aterradora tristeza. Para vivermos com alegria, devemos aprender a viver, pela fé, na presença de Deus. Não é reconfortante saber que o nosso Pai está presente? Celebremos a Sua presença!

Elisabete Simões

acasadacDevocional – Oração 2/28

Devocional – Oração 1/28

Um dos valores da nossa igreja é a ORAÇÃO.

A ORAÇÃO, diálogo (Conversa. Dinâmica de escutar e falar.) com Deus, que realiza a diferença. A diferença que começa e se desenvolve em nós, quando temos o privilégio de O conhecer e de perceber a Sua vontade para nós e para o nosso viver.

Orar não é tanto um meio pelo qual eu alcanço o que quero, mas muito o meio importantíssimo para que Deus possa alcançar o que Ele pretende a meu respeito… A minha transformação!

Sou eu, transformado no meu interior, pela ação da Sua natureza e vontade, que transformo com a graça de Deus o mundo à minha volta. Por isso, dizemos que a mudança começa em nós e termina no nosso mundo.

Por isto, e mais, a oração deveria ser encarada por nós como uma necessidade e um privilégio, não tanto como uma obrigação ou um sacrifício.

Mateus 6 : 9 – 13 (Meditar. Ler e pensar. Ler muitas vezes e escrever algo a respeito… )

9 Portanto, devem orar assim: “Pai nosso que estás nos Céus, Santificado seja o teu nome;
10 venha o teu reino; seja feita a tua vontade, assim na Terra como no Céu.
11 Dá-nos hoje o pão de que precisamos.
12 Perdoa-nos as nossas ofensas, como nós perdoámos aos que nos ofenderam.
13 E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do Maligno.”

João Martins

acasadacDevocional – Oração 1/28